Auxílio Emergencial, FGTS e PIS vão ser pagos em setembro

No mês de setembro os cidadãos continuaram recebendo diversos benefícios que já estão sendo pagos, como o Auxílio Emergencial que paga R$ 600 (ou R$ 1.200 para mães chefes de família), FGTS Emergencial que paga um valor de até R$ 1.045 e o PIS/Pasep com um pagamento de até um salário mínimo.

Com exceção do abono do PIS, os benefícios foram criados com caráter emergencial no apoio aos cidadãos atingidos pela pandemia de covid-19.

Confira à seguir quais benefícios você pode receber neste mês de setembro e suas respectivas datas de pagamento.

Auxílio Emergencial

Neste mês de setembro os beneficiários do Bolsa Família vão receber a sexta parcela do Auxílio Emergencial, no momento estamos apenas aguardando as confirmações da prorrogação por parte do governo para divulgar os valores e o calendário.

Já para os inscritos via aplicativo e site, no mês de setembro é realizado o pagamento do ciclo 2 do auxílio, que vai pagar desde a primeira até a quinta parcela do benefício, dependendo de quando você teve o benefício aprovado.

Confira à seguir o calendário do ciclo 2 do Auxílio Emergencial:

Para o segundo ciclo de pagamento as datas de deposito em conta poupança social digital começaram na última sexta-feira, dia 28 de agosto e terminam no dia 30 de setembro, neste segundo lote, muitos beneficiários já vão receber a quinta parcela do auxílio emergencial. O calendário de saques em dinheiro e transferência para outras instituições bancarias começam no dia 19 de setembro e vão até o dia 27 de outubro.

Neste segundo ciclo, constam as datas de pagamento das seguintes parcelas:

  • Beneficiários inscritos nas agências dos Correios entre 8 de junho e 2 de julho, e trabalhadores que tenham feito a contestação entre os dias 3 de julho e 16 de agosto, recebem a primeira parcela
  • Beneficiário que recebeu a primeira parcela em abril receberá a quinta parcela;
  • Beneficiário que recebeu a primeira parcela em maio receberá a quarta parcela;
  • Beneficiário que recebeu a Primeira parcela em junho receberá a terceira parcela;
  • Por fim, quem recebeu a primeira parcela em julho receberá a segunda parcela.
Mês de nascimento Crédito em poupança digital Liberação do saque
janeiro 28 de agosto 19 de setembro
fevereiro 02 de setembro 22 de setembro
março 04 de setembro 29 de setembro
abril 09 de setembro 01 de outubro
maio 11 de setembro 03 de outubro
junho 16 de setembro 06 de outubro
julho 18 de setembro 08 de outubro
agosto 23 de setembro 13 de outubro
setembro 25 de setembro 15 de outubro
outubro 28 de setembro 20 de outubro
novembro 28 de setembro 22 de outubro
dezembro 30 de setembro 27 de outubro

Abono PIS

Receberá o abono salarial, o empregado que trabalhou durante um a dose meses em 2019, com carteira assinada. As retiradas poderão ser realizadas até o dia 30 de junho de 2021. Para quem ainda não sacou o abono de 2018, também poderá sacar, seguindo o calendário atual.

Para ter direito aos valores, o trabalhador deverá atender a alguns requisitos, como por exemplo, ter recebido em média até dois salários mínimos mensais.

Os valores que serão pagos poderá chegar até R$ 1.045 (um salário mínimo atual) e vai variar de acordo com o tempo de trabalho. Trabalhando o ano todo, receberá um salário mínimo. Mas, se trabalhou apenas 30 dias, receberá um proporcional do mínimo de 1/12 (R$ 87,08).

O calendário de saques abaixo segue o mês de nascimento dos beneficiários do PIS (empregados de empresas privadas) e o número de inscrição no Pasep (servidores públicos).

PIS/Pasep 2019/2020

No total, aproximadamente 2,09 milhões de trabalhadores brasileiros terão a oportunidade de receber o abono relacionado ao ano calendário de 2018. Vale lembrar que o saldo de 2018 está liberado para quem não efetivou o saque no ano passado. O calendário para saque segue do dia 16 de julho de 2020 até 30 de junho de 2021.

Vale lembrar que nem todos os trabalhadores possuem direito ao benefício. Entre as condições estão:

  • Ter recebido, em média, até dois salários mínimos mensais com carteira assinada por pelos menos 30 dias em 2018 ou 2019;
  • Estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
  • Ter os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) do governo.

Calendário

Calendário do PIS para quem trabalhou em empresa privada, respeitando o mês de nascimento do trabalhador:

Mês de nascimento Recebe a partir de
Julho 16 de Julho de 2020
Agosto 18 de Agosto de 2020
Setembro 15 de Setembro de 2020
Outubro 14 de Outubro de 2020
Novembro 17 de Novembro de 2020
Dezembro 15 de dezembro de 2020
Janeiro 19 de Janeiro de 2021
Fevereiro 19 de Janeiro de 2021
Março 11 de Fevereiro de 20201
Abril 11 de Fevereiro de 2021
Maio 17 de Março de 2021
Junho 17 de Março de 2021

Calendário do PASEP para os servidores públicos, respeitando o número final da inscrição:

  • Final da inscrição 0: recebem a partir de 16 de julho de 2020
  • Final da inscrição 1: recebem a partir de 18 de agosto de 2020
  • Final da inscrição 2: recebem a partir de 15 de setembro de 2020
  • Final da inscrição 3: recebem a partir de 14 de outubro de 2020
  • Final da inscrição 4:recebem a partir de 17 de novembro de 2020
  • Final da inscrição 5: recebem a partir de 19 de janeiro de 2021
  • Final da inscrição 6 e 7: recebem a partir de 11 de fevereiro de 2021
  • Final da inscrição 8 e 9: recebem a partir de 17 de março de 2021

PIS/Pasep 2020/2021

O governo federal divulgou oficialmente o calendário do abono PIS/Pasep 2020/2021. As regras dos repasses são mesmas do calendário anterior. Inclusive os valores a serem liberados são iguais: entre R$ 88,00 e R$ 1.045,00.

A única diferença é que o dinheiro tem como destino quem trabalhou formalmente no ano de 2019. O prazo final para saque pelo trabalhador é até 30 de junho de 2021

Requisitos para receber o abono salarial

  • Trabalhadores com carteira assinada por no mínimo 30 dias em 2019
  • Quem recebeu, no máximo, dois salários mínimos mensais, em média
  • Quem tem inscrição no PIS/Pasep há no mínimo cinco anos
  • E as empresa onde trabalhava tenham informado os dados corretamente ao governo.

Calendário do PIS para quem trabalhou em empresa privada, respeitando o mês de nascimento do trabalhador:

Mês de nascimento Recebe a partir de
Julho 16 de Julho de 2020
Agosto 18 de Agosto de 2020
Setembro 15 de Setembro de 2020
Outubro 14 de Outubro de 2020
Novembro 17 de Novembro de 2020
Dezembro 15 de dezembro de 2020
Janeiro 19 de Janeiro de 2021
Fevereiro 19 de Janeiro de 2021
Março 11 de Fevereiro de 20201
Abril 11 de Fevereiro de 2021
Maio 17 de Março de 2021
Junho 17 de Março de 2021

Calendário do PASEP para os servidores públicos, respeitando o número final da inscrição:

  • Final da inscrição 0: recebem a partir de 16 de julho de 2020
  • Final da inscrição 1: recebem a partir de 18 de agosto de 2020
  • Final da inscrição 2: recebem a partir de 15 de setembro de 2020
  • Final da inscrição 3: recebem a partir de 14 de outubro de 2020
  • Final da inscrição 4: recebem a partir de 17 de novembro de 2020
  • Final da inscrição 5: recebem a partir de 19 de janeiro de 2021
  • Final da inscrição 6 e 7: recebem a partir de 11 de fevereiro de 2021
  • Final da inscrição 8 e 9: recebem a partir de 17 de março de 2021

Fonte: Jornal Contábil

Deixe um comentário